Assine nosso Blog sobre Marketing Digital
Clique no botão ao lado para realizar sua assinatura agora...

Você sabe o que é SEO? Search Engine Optimization

Você certamente já ouviu falar do Google, correto?

Você sabe o que é SEO? Search Engine Optimization
Catiane Zanotto
Catiane Zanotto
Marketing Digital
26/06/2018 09:06h
220 views
5 minutos
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

SEO significa Search Engine Optimization, também conhecido como otimização para mecanismos de busca. É um conjunto de práticas e técnicas que auxiliam a melhorar o posicionamento de um site ou blog na listagem de resultados da pesquisa orgânica em motores de busca como Google e Bing, gerando aumento de tráfego, relevância e autoridade.

Os mecanismos de busca são a origem de tráfego mais frequente para qualquer portal, por isso é fundamental estar bem posicionado na listagem dos resultados.

É preciso ter tráfego e gerar leads onde você fatura online: o seu site.Todos os meses, cerca de 100 bilhões de buscas são feitas no Google. Cada busca é resultante de um problema que o usuário em questão quer resolver, e é nesse momento que seu negócio pode fazer a perfeita intersecção com essas buscas.

Quando falamos de SEO, o objetivo é situar seu site em um local visível, para que todos que fazem pesquisas relacionadas ao seu nicho/mercado encontrem você.Ter um blog com conteúdos interessantes e não estar nos mecanismos de busca é o mesmo que ter uma ótima loja em uma rua pouquíssimo movimentada. Por isso, dê a devida atenção para esse assunto!

Você sabia?

1. A Origem do Termo SEO

Que Search Engine Optimization é um termo conhecido hoje em dia, não temos dúvidas. Mas você sabe como surgiu o termo que representa o que é SEO?

Não, não foi um termo inventado pelo Google. Na verdade, surgiu como quase todas as coisas da vida: a partir de um problema.

Em meados de 1996, uma banda costumava ficar na primeira posição da busca orgânica, quando pesquisava-se por “Jefferson Starship”.Ao notar uma queda para o quarto lugar na lista, o empresário questionou os responsáveis pela comunicação, os designers Bob Heyman e Leland Harden.Quando a dupla avaliou as alterações que haviam sido realizadas, perceberam que o número de vezes que o termo “Jefferson Starship” aparecia, havia diminuído.

Então, retornaram com o uso dessa palavra-chave nas páginas e em seguida o site voltou para a primeira posição!

A descoberta foi chamada pelos dois de Search Engine Optimization (SEO), e registrada em 1997 no livro Net Results.

2. Rankings na Web

Os rankings são formas de avaliar a relevância de um determinado site ou blog. Funciona mais ou menos assim: a partir de um cruzamento de critérios, os rankings vão pontuar a página de 0 a 10.

Conheça os Principais:

-PageRank

PageRank é a métrica utilizada pelo Google para avaliar a importância que um site tem para ele ou para a internet. Foi criada por Larry Page, na Universidade de Stanford em 1995.

Atualmente, o Google ainda prioriza três fatores de maneira geral: a quantidade de links que a página recebe, a qualidade deles e o contexto em que estão inseridos. É preciso a combinação destes três para que sua página tenha um bom valor de PageRank.

-TrustRank

O Trustrank é um jeito do Google ver se o seu site é legítimo ou não. Se você parece com uma grande marca, o Google tende a acreditar em você, por exemplo.

-BrowseRank

Diferente do PageRank, o BrowseRank não leva em consideração os links que apontam para uma página, mas sim o comportamento do usuário dentro daquela página.Desenvolvida por um engenheiro da Microsoft, a métrica analisa as páginas acessadas, o momento em que foram acessadas e como o usuário chegou até elas.

Quanto maior o tempo de permanência e o maior número de páginas abertas do site, maior a sua importância.

Mas o BrowseRank não é um contador de páginas. O algoritmo utiliza um modelo de tempo contínuo de Markov para impedir que as empresas burlem essa métrica. 

Devo me preocupar com os Rankings?
A resposta para essa pergunta é simples: não.

O trabalho de SEO personalizado envolve muitos parâmetros e critérios, e são eles quem vão, definitivamente, ser capazes de posicionar o seu site como o primeiro no Google.

Um site com pagerank 1 pode aparecer à frente de um site com pagerank 4, por exemplo, se ele fizer um bom trabalho de otimização de conteúdo. Portanto, não se apegue aos rankings e foque nas melhorias do seu site.

3. SEO como Canal de Conversões

Uma pesquisa da Custora apontou o SEO como principal responsável pelas vendas em sites de e-commerce, com 26% da receita gerada, enquanto os links patrocinados representam apenas 15% do volume da receita, e ações de e-mail marketing, 16%.
A pesquisa também trouxe a informação que os usuários que chegaram a um site através do Google se mostraram mais abertos a compras e dispostos a gastar mais. Saiba mais

Sabe por quê? Porque quando um usuário se torna leitor do seu site e blog, ele passa a confiar mais em você como autoridade em sua área. Essa credibilidade significa mais dinheiro no seu bolso todo mês.

Você precisa desenvolver um trabalho pontual para cada momento da jornada de compra do usuário, aumentando a relevância e a confiança da marca até que ele se sinta, finalmente, decidido (pela sua empresa, claro!).

Mas afinal, o que é conversão?

Depende. Para um e-commerce, é a venda final. Para uma empresa de serviços, pode ser o recebimento de um formulário de solicitação de orçamento, ou simplesmente a captação de dados para um mailing.

Voltando para a pesquisa da Custora: se somarmos os resultados de SEO, E-mail Marketing e SEM, temos 57% de toda a receita gerada no e-commerce.E esse número pode ser igualmente representativo para outros tipos de negócio, mesmo que a venda não se concretize no ambiente online.

A fórmula é simples: Conteúdo de qualidade e otimizado = Aumento no número de visitantes = Maior chance de conversão. E o melhor: a um custo muito menor do que mídias tradicionais.

Vale a pena, não vale?

Podemos lhe ajudar a aumentar o tráfego do seu site e obter melhores resultados.

A combinação do SEO com a estratégia de Inbound Marketing possibilita que sua empresa e seus serviços apareçam nas melhores posições do Google, aumentando consideravelmente as chances do cliente clicar em seu link e fechar negócio.

Quer aprender mais sobre Inbound Marketing?

Baixe nosso e-book gratuito e conheça + 

Não esqueça de compartilhar este post em suas redes sociais.

O Mundo do Marketing Mudou, Você Mudou Com Ele?

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: